SIMONE ENCONTRA IVAN LINS: ETERNO RECOMEÇO Citibank Hall, dia 17 de março

                                                                                                          15/01/2018
SimoneIvan_LeoAversa151_-_Copia.jpg
SIMONE ENCONTRA IVAN LINS: ETERNO RECOMEÇO
São Paulo, no Citibank Hall, dia 17 de março
Belo Horizonte, no Km de Vantagens Hall BH, dia 24 de março
Rio de Janeiro, no Km de Vantagens Hall RJ, dia 07 de abril
TURNÊ BRASIL
SIMONE ENCONTRA IVAN LINS

Realização: TIME FOR FUN

CITIBANK HALL – SÃO PAULO
Copatrocínio: Brahma
Meio preferencial de pagamento: Citi.
Data: Sábado, 17 de março de 2018
Horário: 22h
Local: Citibank Hall SP – Av. das Nações Unidas, 17.955 – Santo Amaro – São Paulo (SP).
Capacidade: 3.870 lugares.
Ingressos: de R$ 60 a 300 (ver tabela completa).
Duração: Aproximadamente 1h40.
Classificação etária: 12 a 14 anos: Permitida a entrada acompanhados dos pais ou responsáveis legais.
De 15 anos em diante: Permitida a entrada desacompanhados.
Abertura da casa: 1h30 antes do espetáculo.
Acesso para deficientes
Ar-condicionado
Venda de ingressos no site: www.ticketsforfun.com.br
Venda a grupos: grupos@t4f.com.br
Estacionamento (terceirizado): R$ 50.

INGRESSOS:

PREÇOS POR SETORES
½ ENTRADA
NORMAL
MESA VIP
R$ 150,00
R$ 300
MESA SETOR I
R$ 140,00
R$ 280
MESA SETOR II
R$ 130
R$ 260
POLTRONA SETOR I
R$ 120
R$ 240
POLTRONA SETOR II
R$ 110
R$ 220
CAMAROTE SETOR I
R$ 150
R$ 300
CAMAROTE SETOR II
R$ 125
R$ 250
PLATEIA SUPERIOR I
R$ 60
R$ 120
PLATEIA SUPERIOR II
R$ 60
R$ 120
PLATEIA SUPERIOR III
R$ 60
R$ 120
– Meia-entrada: obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário: no ato da compra e entrada do evento (para compras na bilheteria oficial e pontos de venda físicos) / na entrada do evento (para compras via internet).
Em 2018, a TIME FOR FUN continuará promovendo sua série de Encontros, que começaram no ano passado com Paulinho da Viola e Marisa Monte. Dessa vez, o show que viajará pelo país será Simone encontra Ivan Lins. Eles passarão por São Paulodia 17 de março, no Citibank Halldia 24 de março, em Belo Horizonte, no Km de Vantagens Hall BH; e por fim no Rio de Janeirodia 07 de abril, no Km de Vantagens Hall RJ.
Ligadas desde o início dos anos 1970, quando, em seu álbum de estreia, Simone gravou uma canção de Ivan Lins (“Chegou a hora”), as carreiras desses dois ícones da MPB se cruzaram muitas vezes. Desde então, como que seguindo a mensagem contida em “Começar de novo” (um clássico da dupla Ivan Lins e Vitor Martins também lançado pela cantora baiana), eles têm se reencontrado, sempre renovados, prontos para novos desafios.
Em São Paulo, os clientes dos cartões Citi e Diners Club contaram com pré-venda exclusiva entre os dias 09 e 11 de janeiro. O público em geral de São Paulo pode adquirir os ingressos desde o dia 12 de janeiro; do Rio de Janeiro desde o dia 10 de janeiro; e em Belo Horizonte desde o dia 09 de janeiro. Os ingressos estão disponíveis pela internet (www.ticketsforfun.com.br), nos pontos de venda espalhados pelo Brasil e nas bilheterias oficiais. Os espetáculos são realizados pela TIME FOR FUN.
Esse novo reencontro acontece 14 anos após o lançamento de “Baiana da Gema”, álbum no qual Simone interpretou 13 canções então inéditas, especialmente escritas para ela por Ivan e um fabuloso leque de parceiros (Vitor Martins, Paulo César Pinheiro, Joyce, Martinho da Vila, Celso Viáfora, Aldir Blanc, Francisco Bosco, Elisa Lucinda e Flora Figueiredo).
Agora, com direção de Zélia Duncan, direção musical de Bia Paes Leme e cenários e figurinos de Simone Mina, a dupla poderá voltar a algumas dessas músicas e tantos outros clássicos de Ivan Lins gravados pela cantora nas últimas décadas. No repertório, entre outras pérolas, estão garantidas “Começar de novo”, “Antes que seja tarde”, “Desesperar”, “Velas içadas”,  “Bilhete”, “Daquilo que eu sei” e “Tens (Calmaria)”.
Nascida em Salvador, a “baiana da gema” Simone Bittencourt de Oliveira mostrou desde cedo a paixão pela música. Talento que, durante a adolescência e a juventude, dividiu com o basquete – como jogadora profissional, ela foi convocada duas vezes para a seleção brasileira, participando do campeonato mundial em 1971. No ano seguinte, para a sorte da MPB, após uma contusão, ela trocou as quadras pelos estúdios da Odeon, onde gravou seu álbum de estreia, lançado em março de 1973. O primeiro de uma grande obra, que a consagrou como uma das mais expressivas vozes da canção brasileira e a maior vendedora de discos nos anos 1980.
O “carioca da gema” Ivan Guimarães Lins também despertou cedo para música. Ele chegou  a se formar em Química Industrial, mas, em fins dos anos 1960, ainda na faculdade, o cantor, compositor e pianista começou a participar de festivais e, em 1970, ficou com o segundo lugar no Festival Internacional da Canção graças a “O amor é o meu país” (parceria com Ronaldo Monteiro de Souza). Feito que lhe garantiu um contrato para o selo Forma, da Philips (atual Universal Music), onde fez seu álbum de estreia, “Agora”. Uma das canções desse disco, “Madalena”, seria gravada no mesmo ano por Elis Regina e, logo em seguida, por Ella Fitzgerald. Sucesso que também começou a abrir as portas do mundo. A partir dos anos 1980, com o aval de Quincy Jones, Ivan Lins se tornou o compositor brasileiro contemporâneo mais gravado por artistas do jazz e do pop, numa lista que ainda inclui, entre outros, Sting, George Benson, Sarah Vaughan, Mark Murphy, Barbra Streisand, Diana Krall ,Manhattan Transfer, Dianne Schuur, Carmen McRae, Nancy Wilson, Patti Austin, Take Six, Lee Ritenour.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *